EPÍLOGO

O que ontem era sonho, hoje se faz lembrança. E se o dia azul já morreu, há de se saber colher, mesmo assim, da noite, a esperança – a flor orvalhada da manhã.

Chiara Lubich.jpg
00:00 / 01:54

HOUVE UM TEMPO EM QUE A CHAMA DE UM IDEAL SE FES CANÇÃO E POESIA

IMG-20200808-WA0045.jpg