A

lusão direta, em linguagem e imagens adaptadas, à parábola evangélica do Filho Pródigo, recitada por Jesus para simbolizar, na figura do “pai”, o Amor de Deus pelos homens, em sua desmedida misericórdia; a dimensão do perdão como marca da salvação para todos aqueles que o buscam em sincero arrependimento – suprema mensagem de um Deus que não vem para os “justos”, mas pros pecadores.

11 - Filho ProdigoEdilberto Barreiros
00:00 / 03:56
Filho Pródigo.jpg

Música: Edilberto Barreiros

Letra: Heleno de Oliveira