NOTAS

[1] Belém, município brasileiro e capital do estado do Pará, com 1 milhão e meio de habitantes, está situada na região Norte do país. Fundada em 12 de janeiro de 1616, pelos colonizadores portugueses, situa-se às margens da baía Guajará (desembocadura do rio Amazonas, próxima ao oceano Atlântico), sendo uma cidade histórica e portuária, localizada na Amazônia Oriental, ao extremo nordeste da maior floresta tropical do mundo. Também conhecida como Cidade das Mangueiras e Metrópole da Amazônia, e referenciada por seu rico patrimônio cultural e arquitetônico, de fortes traços lusitanos, Belém ganhou fama internacional por possuir uma das culinárias mais ricas e originais do planeta (que mistura influências portuguesa, indígena e africana), fato que lhe valeu o título de Cidade Criativa da Gastronomia, conferido pela UNESCO, em 2015.

[2] Conjuntos Cântico Novo (masculino) e Hosana (feminino), em Recife; Amigo GEN (masculino) e GEN Festa (feminino), em São Paulo, além d’ As Centelhas (feminino), em Belém – todos contemporâneos do GEN SINCO.

 

[3] O Movimento dos Focolares (do italiano focolare: lareira, fogo, lar), também denominado Obra de Maria, é um movimento de origem católica, com características laicas e ecumênicas (aberto ao diálogo com outras religiões), fundado em 1943, na cidade de Trento, ao norte da Itália, por Chiara Lubich, hoje presente em cerca de 180 países, de todos os continentes, tendo obtido aprovação papal no ano de 1962.

[4]  Congressos anuais e abertos (usualmente de três a quatro dia), realizados pela Obra de Maria (razão da denominação do evento), em todo o mundo, com o objetivo de divulgar a espiritualidade do Movimento dos Focolares entre jovens e adultos e propiciar um ambiente de convivência de fraternidade, inspirado na vicência do Evangelho.

[5] Denominação dos membros do Movimento dos Focolares que fizeram a opção por uma vida inteiramente consagrada à causa da evangelização, sob a influência da espiritualidade e do carisma de sua fundadora, Chiara Lubich.

[6] Preliminarmente, encenada em Belém, na antiga sede GEN; depois, na cidade de Abaetetuba, no interior do Pará – ocasião em que, durante a apresentação do show, ocorreu um roubo de todos os pertences pessoais dos integrantes do Grupo, que haviam sido deixados no galpão cedido para a sua estadia, na cidade.

 

[7] Dentre esses: Deus Amor; a Vontade de Deus; a Palavra de Vida; o Amor Recíproco; Jesus no Meio; a Unidade; Jesus Abandonado; Maria; etc.

[8] Banda internacional, radicada na Itália, formada em 1966 como expressão artística do Movimento dos Focolares, e que foi presenteada, por ocasião de sua fundação, com uma bateria vermelha (rossa, na língua italiana) pela fundadora do Movimento, Chiara Lubich – daí a origem do nome da banda –, a fim de que pudesse comunicar, através da música, mensagens de paz e de fraternidade universal, como contribuição à realização de um mundo mais unido.

[9] Grupo musical espanhol dos anos 70, do século passado, que. interpretava, em seu cancioneiro, poemas de destacados poetas espanhóis, como Blas de Otero, Federico García Lorca e Rafael Alberti, dentre outros.

[10] O Concretismo representou um movimento artístico – expresso, também, como corrente literária – caracterizado pela objetividade e pelo trabalho experimental associado ao espaço, refletindo, esteticamente, uma realidade marcada pela racionalidade e pelo avanço tecnológico, e que marcou, sobretudo, o terceiro quartel do século XX, influenciando as manifestações culturais em todo o planeta.

[11] Além de contista e cronista, considerado, por muitos críticos literários, o mais influente poeta brasileiro do século XX e um dos principais representantes da segunda geração do Modernismo brasileiro.

[12] Poeta francês, autor do célebre poema MinuitChrétien (1847), posteriormente musicado pelo compositor conterrâneo Adolphe Adam.

[13] Música gravada pela célebre cantora portuguesa (e autora) Amália Rodrigues: “Três palmos de terra / Com uma casa à beira / E o ‘Manel’ mais eu / ‘Pera’ vida inteira / Ele e quatro filhos / São tudo o que eu gosto / Gente mais feliz / Não há neste mundo vasto...”

[14] Tico da Costa, violonista e compositor de origem potiguar, que na juventude integrou o conjunto Cântico Novo, do Movimento GEN, de Recife, tendo posteriormente morado muitos anos na Itália eseguido carreira solo, com passagens pelos Estados Unidos e outros países da América do Sul.

[15] Kyrie eleison é uma oração cantada da liturgia cristã, cujo uso litúrgico mais remoto remonta ao século IV, entre a comunidade cristã de Jerusalém, e, no século V, na missa do rito romano, enquanto prece litânica e resposta a determinadas invocações. É usado nas liturgias católicas, ortodoxas, luteranas e anglicanas.

[16] Nome dado a pessoas que falsificam documentos para se apropriar de terras alheias.

[17]  Indivíduos que ocupam terras devolutas ou abandonadas para fins de cultivo e sobrevivência, sem a propriedade legal do bem.

[18] Edificação de estilo colonial, erguida, em sua arquitetura atual, entre os anos de 1893 e 1899, no auge do período da borracha. Outrora asilo para meninas indígenas (1804), depois transformada em Escola Normal (1874), hoje funciona como escola particular de ensino fundamental e médio, sem fins lucrativos, dirigida por religiosas Filhas de Sant’Ana, constituindo-se na instituição educacional mais antiga do país em funcionamento ininterrupto.

[19] Cantora que ficou famosa por interpretações de clássicos da MPB ao longo da segunda metade do século XX, tendo se dedicado, igualmente, à apresentação de programas de rádio e televisão, sobretudo com foco em músicas do folclore popular e sertanejas.

[20] Poeta e escritor portenho (argentino) do século XX, que se destacou enquanto redator do Manifesto do Movimento NuevoCancionero, de valorização do folclore como forma de reivindicação social.

[21] Expressão do próprio desejo de Chiara, que, em gesto simbólico de 1968, delineava, por meio da entrega de um troféu que representava a passagem de uma bandeira à nascente segunda geração do Movimento dos Focolares, aquelas que deveriam ser assuas principais insígnias: o programa (“Que todossejam um”,Jo.17,21) e o “segredo” para atuá-lo (“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”, Mt, 27, 46).

[22] Pequeno vilarejo italiano, situado em região montanhosa da Toscana (próximo a Florença), onde vive uma comunidade do Movimento dos Focolares com cerca de 800 pessoas, de diferentes nações, culturas, credos e raças, movida pelo propósito comum de colocar em prática a vida evangélica (a comunhão de bens, por exemplo), e onde funciona a Escola de formação dos focolarinos de todo o mundo.

[23] As redondilhas se constituem uma formosa paráfrase do salmo 137, do Livro dos Salmos, do Antigo Testamento (Bíblia), escritas por Camões já no final de sua vida, apresentando uma estrutura textual dividida em dois blocos de poemas: um profano e um sagrado.

[24] Evento internacional de cunho religioso, voltado à juventude, patrocinado pela Igreja Católica, instituído pelo Papa João Paulo II, em 1985.