O VERSO DA UNIDADE

Deixei a poesia.

Eu quero mais

Eu quero

O verso por excelência

A palavra aberta no ar.

O Verbo escancarado

E em desespero

Pronto para a redenção

Do homem e de todas as coisas.


Não quero

A poesia perfeita.

Eu quero a imperfeição

Do homem exposto na cruz,

Dilacerado

E que eu possa cantar-lhe

O maior dos poemas,

Indelével, escrito em nossas almas:

Por que me abandonaste?


EMANUEL MATOS


4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo